Páginas

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010


Faltam apenas alguns dias para o carnaval, mas já resolvi deixar para vocês alguns fatos sobre o carnaval em Natal:








  • Open bar? Open food? Não. Open sex;
  • Usar roupa é crime;
  • Usar saia é consequência de estar sem calcinha;
  • Todo mundo pensa que sabe sambar, especialmente depois de algumas cervejas;
  • Gays enrustidos aproveitam a oportunidade vestindo-se de mulher;
  • Única hora em que a mulher do seu tiozão consegue ver a mangueira entrar;
  • A quantidade de camisinhas distribuídas/vendidas no carnaval só não é maior que a quantidade de viadagens de alguns colunistas sociais;
  • Natal não tem carnaval, se pudesse seria DES-carnaval, o povo migra para as praias ficando apenas eu e mais umas 10 pessoas na cidade, além dos ladrões nas ruas, claro;
  • A maior parte dos bebês nascem em Novembro;
  • No carnaval é possível fazer qualquer coisa [furar sinal, beber e dirigir, urinar na rua, se vestir de mulher, fazer barulho, etc];
  • Ouvem axé e forró no carnaval e não as marchinhas, frevo e outras músicas de carnaval realmente;
  • Quer carnaval de verdade? Vá a Recife, os pernambucanos valorizam a sua cultura e fazem frevo como nenhum outro.

Um comentário:

Maciel Queiroz disse...

Rapaz, a única coisa boa do Carnaval aqui é justamente a paz e a tranquilidade. E, realmente, os pernambucanos honram suas tradições, enquanto aqui, o povo se ilude...