Páginas

terça-feira, 4 de agosto de 2009

UMA GRANDE IDÉIA!!

Aqui em Natal temos competição de som de carro, mas é uma competição onde ninguém ganha nada e vários perdem o sossego. Alguns idiotas Natalenses costumam 'equipar' os seus carros com paredes de som, o que me faz pensar que estamos voltando à era medieval, onde quem tivesse o maior canhão venceria a guerra.

A guerra é disputada por pessoas sem muito Q.I., até porque não dá para raciocinar com um só desses no pé-do-ouvido...

Além do mais, nessas monstruosidades você só escuta forró da pior qualidade, pagode ou derivados, resumindo: nenhuma 'música'.

Para esses que costumam a ligar o som do carro no volume máximo, o hábito pode custar caro. De acordo com a resolução 204, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), os motoristas cujos veículos que forem flagrados emitindo nível de som superior a 104 decibéis serão penalizados com o pagamento de multa no valor de R$127,69. A infração é considerada grave e prevê a perda de cinco pontos na carteira de habilitação.
Para que a infração seja constatada, um agente de trânsito terá que colher uma amostra do ruído utilizando um decibelímetro, instrumento que mede a intensidade sonora. O aparelho deverá estar a 0,5 metro de distância do veículo em questão. Sons de buzinas, sinalizadores de marcha ré, motor e sirenes estão isentos de multa.
Eu não tenho dúvida que à 200 metros não se ouça uma parede de som dessas, de dar inveja à muitas bandas iniciantes.

Aí me veio outra questão, a lei permite 104 decibéis, entretanto, os índices de poluição sonora aceitáveis são estabelecidos pela Lei n.º 1.065 de Maio de 1996, são determinados de acordo com a zona e horário segundo as normas da ABNT (n.º 10.151) são os seguintes: 


Área

Período

dB (A)

Zona de hospitais

Diurno
Noturno

45
40

Zona residencial urbana

Diurno
Noturno

55
50

Centro da cidade (negócios, comércio, administração).

Diurno
Noturno

65
60

Área predominantemente industrial

Diurno
Noturno

70
65




Então, é uma lei confrontando outra. Uma diz que eu não posso ultrapassar 60db em média, e a outra me permite ter um som com 104db incomodando a todos por perto? Danado né?

A idéia é combater qualquer 'manifestação' de sons potentes, fazendo a denuncia à Semurn pelo telefone (84) 3232-8718. 



Praca de Caicó/RN, obrigado à Erich pela foto.

Nenhum comentário: