Páginas

sexta-feira, 17 de abril de 2009

ADOTE O VERDE!


A Prefeitura de Natal lançou o programa "Adote o Verde". Através dele, empresas, associações, ONGs, entidades em geral e até pessoas físicas podem adotar espaços públicos como parques e praças para cuidar de suas árvores, plantas e canteiros. Procure a Semsur. Leia mais informações AQUI!

A Prefeitura está precisando economizar uma grana lesa para cobrir os gastos da administração passada [como sempre acontece na cidade e no país] e quer economizar entre outras coisas com carros pipa. Se você estiver afim de adotar uma área, obtenha mais informações no site. São diversas vantagens para empresas, confira!!

Um comentário:

lisandra disse...

Acho muito boa essa iniciativa da prefeitura. Eu sou de um tempo (e de uma cidade) em que a gente sentava na calçada no fim da tarde para ver o povo passar na rua. Claro, não adianta ficar dizendo que tudo antigamente era melhor, mas creio que certas coisas podem ser adaptadas e resgatadas. Hoje em dia a gente tem medo de ficar na frente de casa (isso quem ainda tem coragem de morar em casa, e não apartamento), tem medo de ir na esquina. E o que esse projeto "adote o verde" tem a ver com isso? É que eu acho que ele estimula a solidariedade. Pessoas cuidando do canteiro da rua como se fosse o jardim de sua casa significa pessoas na rua, interagindo. Tenho a idéia de que a rua é do povo, e nós temos que ocupá-la mesmo, que tomar conta. Não é fazer o trabalho que compete ao governo, mas às vezes é preciso botar a mão na massa em nosso próprio benefício. Quanto mais gente na rua, menores os assaltos, mais bacana o ambiente, maiores as chances de sair sem medo com o cachorrinho ou o carrinho de bebê pra dar uma voltinha na calçada. Na minha rua nós tivemos uma experiência interessante: diversas reuniões para tratar do problema dos assaltos que estavam ocorrendo. Isso resultou na integração com os vizinhos, na troca de telefones, enfim, na solidariedade.
Espero que esse projeto dê algum resultado.
Ah, e se algum desavisado leu este comentário até aqui, uma observação importante: não, eu não trabalho na prefeitura. E não, eu não votei em Micarla.
:)